Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedcontato

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Dia Internacional de Proteção à Camada de Ozônio - 16/08

No dia 16 de setembro de 1987, o Protocolo de Montreal foi aberto para as assinaturas dos países que estivessem de acordo em estabelecer etapas para a redução e proibição da manufatura e uso de substâncias destruidoras da camada de ozônio. Desde então, passou-se a celebrar a data como o Dia Internacional de Proteção da Camada de Ozônio.
O ozônio é um gás atmosférico azul-escuro, que se concentra na chamada estratosfera, uma região situada entre 20 e 40 km de altitude. A diferença entre o ozônio e o oxigênio dá a impressão de ser muito pequena, pois se resume a um átomo: enquanto uma molécula de oxigênio possui dois átomos, uma molécula de ozônio possui três.
Essa pequena diferença, no entanto, é fundamental para a manutenção de todas as formas de vida na Terra. A natureza, sabiamente, protegeu nosso planeta com um escudo contra a irradiação ultravioleta prejudicial (UV-B, ou radiação biologicamente ativa). Esse escudo, a camada de ozônio, absorve grande parte da radiação ultravioleta perigosa, impedindo que esta chegue até o solo. Sem essa proteção, a vida na Terra seria quase que completamente extinta.
A UV-B provoca queimaduras solares e pode causar câncer de pele, inclusive o melanoma maligno, freqüentemente fatal. Além disso, inibe a atividade do sistema imunológico humano, o mecanismo natural de defesa do corpo. Além de tornar mais fáceis as condições para que os tumores se desenvolvam sem que o corpo consiga combatê-los, supõe-se que haveria um aumento de infecções por herpes, hepatite e infecções dermatológicas provocadas por parasitas.

Origens do problema
A tese mais aceita hoje em dia é que o buraco do ozônio foi causado pelo próprio ser humano, através da contínua emissão na atmosfera de um composto químico, o clorofluorcarbono, mais conhecido como CFC.

Soluções
Diminuir a liberação de gases que destroem a camada de ozônio, comprando produtos (geralmente sprays, aparelhos de refrigeração e extintores de incêndio) que não contenham CFC. Geralmente, estes vêm acompanhados de um selo identificador.

Fonte: Usp ; Vestibular 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Este blog possui atualmente:
Comentários em Posts!

Estamos no Face!

Visitantes Recentes

Comentários Recentes