Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedcontato

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Dia do Servidor Público - 28 de Outubro

Como o chefe Wiggum, da série Os Simpsons, o policial é um servidor público.

O que faz um servidor público? É fácil saber. Basta ir a uma repartição na prefeitura, ter aula com um professor numa escola estadual, pedir informações a um funcionário do Banco do Brasil ou conhecer um agente de saúde.

Pois bem, todas essas pessoas exercem um cargo público.

Vamos entender melhor. Público é aquilo que pertence ao povo, o que pertence a todos, à coletividade O cargo público é criado por lei, e quem paga o salário são os cofres públicos, ou seja, toda a população, através dos impostos.

O serviço público se relaciona com o governo federal, estadual ou municipal. Apesar disso, o servidor público não trabalha para o governo, ele trabalha para a população. O serviço público atende as necessidades essenciais da população, como saúde, segurança e educação. Todos os cidadãos têm direitos a esses serviços, que são para o benefício de todos.

Como uma pessoa é admitida no serviço público? Por meio de um concurso aberto a todos. Os deveres e direitos dos servidores públicos estão definidos na nossa Constituição.

O trabalho do servidor público é muito importante para todos nós. Nosso bem-estar depende da qualidade do trabalho dos servidores públicos, em hospitais, escolas ou repartições. Mas há muitos problemas. Você deve saber que alguns servidores não cumprem bem suas funções. Há muita burocracia, o serviço é lento e deixa a desejar. E há ainda um problema mais grave. Tem gente que usa o cargo público em seu próprio benefício!

Por isso mesmo, é muito importante a gente entender o que é o serviço público e qual o papel do servidor. A ética, a eficiência, o respeito e a cordialidade são obrigações de todas as pessoas que trabalham para o bem comum. Todos nós precisamos dos serviços públicos.

Espera aí, e os políticos? Claro, os cargos políticos também têm como objetivo o bem comum. Os agentes políticos também trabalham para o bem público. São os prefeitos e vereadores, os governadores e deputados estaduais, o presidente da república e os deputados federais e senadores. No entanto, os políticos não prestam concurso, mas são eleitos pelo voto.

Se ganham a eleição, passam a ter um mandato público, que tem início e fim. Por isso os políticos servem a população apenas durante o período para o qual foram eleitos. Também não são regidos pelo Estatuto do Servidor Público e não têm cargo vitalício.

Antes da existência do Estatuto dos Servidores Públicos, que foi criado em 1990 para regulamentar a profissão, os servidores eram chamados de funcionários públicos.

Bem, agora que você já sabe como é importante o trabalho de um servidor público, pare e olhe em volta. Com certeza você conhece um servidor público que tem todas aquelas qualidades (ética, eficiência, respeito e cordialidade) e mais algumas. É a ele que você vai prestar homenagem no dia 28 de outubro.

Por Heidi Strecker é filósofa e educadora.disponível em: http://educacao.uol.com.br/datas-comemorativas/ult1688u57.jhtm em 28/10/10.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Violência nas Escolas quem são os culpados???

 O Jornal Hoje desta quarta falou sobre educação... ou a falta dela. O que leva uma adolescente a agredir outra com uma lâmina de apontador?
O que gera tanta violência? Qual é a parcela de culpa dos pais? E da escola? Como estamos educando e que exemplos estamos dando para nossos filhos?
Elas rolam no chão. Dão socos. Dentro e em frente à escola onde estudam na cidade de Biritiba Mirim, interior de São Paulo. Nos últimos dez dias, outras cinco brigas assim foram registradas.
A garota conta que as meninas batem porque ela não usa roupas de grife ou porque ela é quieta durante as aulas, ao contrário das agressoras.
O pai de uma das vítimas diz que ela até mudou de comportamento, está mais quieta, mais assustada.
No Distrito Federal, o desentendimento entre duas colegas de turma também acabou na polícia. Elas já tinham sido advertidas pela direção porque brigaram, mas agora uma das garotas usou a lâmina do apontador de lápis como arma. A outra levou mais de 20 cortes no rosto e no corpo. “Ela ficou me arranhando, não tive nem como me defender”.
Rute Percilia Rocha, mãe da aluna agredida, diz que foi premeditado porque a arma foi fabricada e o ato não aconteceu dentro da escola, mas foi planejado lá.
Para a antropóloga Priscila Pinto Calaf não se trata de buscar culpados para tanta violência. “Esse jogo de culpas entre escola e família, na verdade, é nulo. Não leva a nenhum caminho frutífero, nenhum caminho construtivo. O importante é pensar que todos nós somos responsáveis”.
É o que está sendo feito em Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Lá as escolas e famílias trabalham juntas. Os pais dos alunos que se envolvem em brigas têm que ajudar a encontrar uma solução. Quando não conseguem, a promotoria da infância aplica uma medida educativa, como lavar banheiros e arrumar a biblioteca. Com isso a violência nas escolas caiu em 75%.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Atenção Alunos!

         Atenção Alunos!
 Zico estará amanhã dia 27 de outubro em Tucuruí, e assinará o convenio  com a Prefeitura Municipal de Tucuruí no Ginásio Poliesportivo as 14:h O  convenio reafirmará a parceiria com escolinha de futebol CAMISA 10 e em seguida participará de uma partida de futebol no estádio de futebol  Navegantão  a partida será entre: amigos do Zico a seleção de Tucuruí .
Vamos lá!  Presenciar  esse momento histórico em nossa cidade.
Kleber

terça-feira, 19 de outubro de 2010

19 de Outubro Dia do Profissional da Informática

Dia 19 de outubro, comemora-se o Dia do Profissional da Informática. Parabéns aos acadêmicos, egressos do curso de Sistemas de Informação e profissionais da área.
Em homenagem, vai o texto: ‘Coisas que todos precisam saber a respeito de um cara da informática’.
1 – O CARA DA INFORMÁTICA dorme. Pode parecer mentira, mas este precisa dormir como qualquer outra pessoa. Esqueça que ele tem celular e telefone em casa, ligue só para o escritório;
2 – O CARA DA INFORMÁTICA come. Parece inacreditável, mas é verdade. Ele também precisa se alimentar e tem hora para isso;
3 – O CARA DA INFORMÁTICA pode ter família. Essa é a mais incrível de
todas: mesmo sendo profissional desta área, a pessoa precisa descansar nos finais de semana para poder dar atenção à família, aos amigos e a si próprio, sem pensar ou falar em informática, impostos, formulários, concertos e demonstrações, manutenção, vírus e etc;
4 – O CARA DA INFORMÁTICA, como qualquer cidadão, precisa de dinheiro.
Por essa você não esperava, né? É surpreendente, mas ele também paga impostos, compra comida, precisa de combustível, roupas e sapatos e ainda consome Lexotan para conseguir relaxar. Não peça aquilo pelo que não pode pagar ao CARA DA INFORMÁTICA;
5 – Ler, estudar também é trabalho. E trabalho sério. Pode parar de rir.
Não é piada. Quando um CARA DA INFORMÁTICA está concentrado num livro ou publicação especializada ele está se aprimorando como profissional, logo trabalhando;
6 – De uma vez por todas, vale reforçar: O CARA DA INFORMÁTICA não é vidente, não joga tarô e nem tem bola de cristal, pois se você achou isto demita-o e contrate um paranormal ou Detetive. Ele precisa planejar, se organizar e assim ter condições de fazer um bom trabalho, seja de que tamanho for. Prazos são essenciais e não um luxo. Se você quer um milagre, ore bastante, faça jejum e deixe o pobre do CARA DA INFORMÁTICA em paz;
7 – Em reuniões de amigos ou festas de família, o CARA DA INFORMÁTICA deixa de ser profissional e reassume seu posto de amigo ou parente, exatamente como era antes dele ingressar nesta profissão. Não peça conselhos, dicas, ele tem direito de se divertir;
8 – Não existe apenas um ‘levantamentozinho’ , uma ‘pesquisazinha’ , nem um ‘resuminho’, um ‘programinha pra controlar minha loja’, um ‘probleminha que a máquina não liga’, um ‘sisteminha’, uma ‘passadinha rápida’ (aliás conta-se de onde saímos e até chegarmos), pois OS CARAS DA INFORMÁTICA não resolvem este tipo de problema. Levantamentos, pesquisas e resumos são frutos de análises cuidadosas e requerem atenção, dedicação. Esses tópicos podem parecer inconcebíveis a uma boa parte da população, mas servem para tornar a vida do CARA DA INFORMATICA mais suportável;
9 – Quanto ao uso do celular: este é ferramenta de trabalho.
Por favor, ligue, apenas, quando necessário. Fora do horário de expediente, mesmo que você ainda duvide, o CARA DA INFORMÁTICA pode estar fazendo algumas coisas que você nem pensou que ele fazia, como dormir ou namorar, por exemplo;
10 – Pedir a mesma coisa várias vezes não faz o CARA DA INFORMÁTICA trabalhar mais rápido. Solicite, depois aguarde o prazo dado por ele;


11 – Quando o horário de trabalho do período da manhã vai até 12h, não significa que você pode ligar às 11h58min. Se você pretendia cometer essa gafe, vá e ligue após o horário do almoço (relembre o item 2). O mesmo vale para a parte da tarde, ligue no dia seguinte;
12 – Quando o CARA DA INFORMÁTICA estiver apresentando um projeto, por favor, não fique bombardeando com milhares de perguntas durante o atendimento. Isso tira a concentração, além de torrar a paciência.

ATENÇÃO: Evite perguntas que não tenham relação com o projeto;

13 – O CARA DA INFORMÁTICA não inventa problemas, não muda versão de Windows, não tem relação com vírus, não é culpado pelo mal uso de equipamentos, internet e afins. Não reclame! Com certeza fez o possível para você pagar menos. Se quer emendar, emende, mas antes demita o CARA DA INFORMÁTICA e contrate um quebra galho;
14 – OS CARAS DA INFORMÁTICA não são os criadores dos ditados ‘o barato sai caro’ e ‘quem paga mal paga em dobro’. Mas eles concordam;
15 – E, finalmente, o CARA DA INFORMÁTICA também é filho de Deus e não filho disso que você pensou;
16 – Agora, depois de aprender sobre O CARA DA INFORMÁTICA, repasse aos seus amigos, afinal, essas verdades precisam chegar a todos. O CARA agradece.
17- Se você é Profissional da Informática também, parabéns… nós merecemos…

Fonte: www2.unijales.edu.br
Profº Kleber

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Poesia de Hoje.

SINTO

perdendo-te aos poucos,
a cada minuto que ficamos sem teclar,
a cada instante que não temos para amar.

Sinto,

perdendo-te aos poucos,
vendo-me aqui parada, sem poder fazer nada,
a não ser esperar.

Sinto,

perdendo-te aos poucos,
a cada mensagem tua que chega e se vai,
engolida por esta máquina que me trai.

Sinto,

perdendo-te aos poucos,
quando penso na distância física que existe,
que não perdoa, mas resiste.

Sinto,

perdendo-te aos poucos,
quando quero te abraçar e não consigo,
através desse computador, infiel, inimigo.

Sinto,

perdendo-te aos poucos,
quando ainda tento, ardentemente, ter você
e sou impedida, novamente, pelo PC.
Sinto,

perdendo-te aos poucos,
sempre quando vejo prevalecer entre nós
a velha conhecida e traiçoeira razão,
ao invés, do apaixonado coração.
Sinto,

perdendo-te aos poucos,
para alguém que todo dia te caça, te enlaça,
te prende e com toda razão.
Sinto,

perdendo-te aos poucos,
por essa tua maneira encantadora de ser,
fiel e submissa ao teu imaculado viver.

Sinto,

perdendo-te aos poucos,
pela fragilidade e inocência desse amor,
que nasceu, viveu, mas que está morrendo
sem poder sair de dentro do computador.

Silvia Munhoz

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Eleição presidencial será decidida no 2º Turno.

DEBATE DE IDEIAS?

A expectativa agora é de que o segundo turno possa trazer a discussão de propostas e idéias que não aconteceu nas últimas semanas.
"O segundo turno entre Dilma e Serra é uma forma de o Brasil analisar as propostas de uma forma mais criteriosa: haverá um debate maior sobre o que país precisa e quais as novas opções", disse o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Paulo Safady Simão.
O economista-chefe do Banco Safra Investimento, Cristiano Oliveira, vai na mesma linha.
"Ambos os candidatos terão que ser mais explícitos em seus programas de governo, e também no campo econômico. O debate que não ocorreu no primeiro turno vai ter que haver no segundo", disse Oliveira.
A boa notícia, especialmente quando se compara às eleições de 2002, quando o temor da eleição de Lula trouxe enorme turbulência aos mercados financeiros e à economia, é que desta vez não se espera muita agitação.
"Do lado financeiro não espero volatilidade com o segundo turno, porque o mercado não acredita que haverá grandes mudanças", resumiu o economista-chefe da corretora Souza Barros, Clodoir Vieira.
"Acho que o mercado vê da seguinte forma: Dilma sendo eleita, daria continuidade às políticas de Lula, enquanto a visão para o caso de Serra vencer não é muito diferente, ao menos na área econômica", acrescentou.
Os candidatos devem ter pelo menos dois debates na TV nas próximas semanas: na Bandeirantes, que tradicionalmente faz o primeiro encontro de cada turno, e a na Globo, que sempre encerra as campanhas.
O início para o horário eleitoral gratuito no rádio e na TV nesta segunda etapa ainda precisa ser definido. A data limite é o próximo dia 16, mas deve começar antes.
(Reportagem de Natuza Nery, em Brasília; Carmen Munari, Hugo Bachega e Fernando Cassaro, em São Paulo)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Este blog possui atualmente:
Comentários em Posts!

Estamos no Face!

Comentários Recentes