Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedcontato

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Ao Público da Amazônia e Outras Regiões do Brasil e do Mundo

Os Encantos Culturais da Amazônia, o Tema desenvolvido no Projeto Pedagógico da Escola Estadual de Ensino Médio Simão Jacinto dos Reis, no dia 26 de novembro de 2011 NOS REVELOU os diversos TALENTOS que estão contemplados em nossa Comunidade Escolar.
A   Gestão Escolar realizada pelos Professores Jadir Batista e Joel Garcia,  tem uma magia em promover a União da Equipe Escolar (Professores, Alunos, Admistrativos, Apoio)  para direcionar as AÇÕES deste Projeto: Os Encantos Culturais da Amazônia através das Equipes que nos agraciaram com as manifestações amazônicas de Dança, Artesanato, Culinária, Música Popular Amazônica, Concurso de Miss e, a PARTICIPAÇÃO da Comunidade e Convidados que prestigiaram o evento de caráter Cultural e de Responsabilidade Social.
 Os Projetos Pedagógicos são fundamentais para o processo ensino e aprendizagem e, colhem resultados POSITIVOS  quando podem contar com a Participação de sua entidade mantenedora, assim a Equipe Escolar, na pessoa do Diretor Jadir Parabeniza os Representantes da 16ª URE (Profª Tereza Nogueira e Socorro Siqueira) por prestigiar o evento, demonstrando que nossa Escola Estadual de Ensino Médio Simão Jacinto dos Reis é parte integrante da Rede Estadual a qual tem um desempenho de qualidade e quantidade na atual realidade brasileira, ou seja, os ESTUDANTES são criativos e estimulados a produzir atividades de caráter cultural, as quais irão somar para a melhoria do desempenho social, artístico, econômico e político em sua vida futura.
 
PARABÉNS EQUIPE E COMUNIDADE DA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO SIMÃO JACINTO DOS REIS, o Projeto: Os Encantos Culturais da Amazônia foram SENSACIONAIS, somos todos Criativos, habilidosos e Unidos em prol do CONHECIMENTO.
                                                   Obrigado. 
                                               Gestão Escolar
                                                                                                                        

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

 


Os candidatos do Processo Seletivo 2012 da Universidade Federal do Pará (UFPA) já podem consultar os locais de prova. Já está disponível no site (www.ceps.ufpa.br) o link para imprimir o cartão de inscrição do candidato, documento que, junto com um documento oficial com foto, permite ao candidato realizar a prova do PS UFPA 2012.
Para conferir o documento, basta acessar a página de inscrição e acompanhamento no site do Centro de Processos Seletivos da UFPA.
No cartão estão informados os dados pessoais do candidato, número de inscrição, curso de opção, língua estrangeira de opção, horário e local de realização da prova e, se for o caso, a opção pelo sistema de cotas. No cartão também será informado se o candidato realizará prova na condição de sabatista (candidato que, por motivos religiosos, poderá fazer a prova entre 18h e 22h do sábado, 3 de dezembro).
Como acessar – Se o candidato precisar de 2ª via poderá imprimir no mesmo link. Todos os inscritos têm como usuário o número do CPF e, como senha, a data de nascimento. Se todas as informações estiverem corretas, o cartão de inscrição deverá ser impresso o quanto antes, para evitar congestionamentos no sistema online.
Se houver alguma inconsistência, o CEPS deve ser contatado de imediato pelos fones (91) 3201-7622 e (91) 3201-7266.
Local e horário - Segundo explica a diretora do CEPS/UFPA, professora Marilucia Oliveira, os candidatos devem conferir, no documento, o local e o horário da prova com especial atenção. “O candidato que comparecer a locais diferentes dos que constam no cartão não poderá realizar o certame”, destaca. Já o horário da prova é o de Belém, das 14h às 18h. Não haverá tolerância a atrasos. “Embora não seja dia útil, o sábado também tem trânsito relativamente intenso, por isso os locais de prova terão acesso liberado com até uma hora de antecedência.”
Sabatistas - Os candidatos que se declararam sabatistas e solicitaram ao CEPS a possibilidade de participarem do PS 2012 em horário diferenciado, das 18h às 22h, deverão estar presentes ao local de prova no mesmo horário que os demais candidatos. Os sabatistas permanecerão isolados nas salas de aula até o momento em que poderão iniciar a prova. A condição de sabatista estará especificada no cartão de inscrição e somente poderá realizar a prova neste horário quem tiver essa denominação no documento.
Cotistas - Outro dado que deve ser conferido no cartão é se o candidato está inscrito no Processo na condição de cotista ou não cotista. Se for cotista, ele deve conferir se a cota é por cor, escola pública ou para pessoas com deficiência, uma vez que precisará comprovar essa condição mediante a apresentação de documentos no ato de habilitação ao vínculo institucional quando da aprovação no Processo.
Demanda dos cursos
Nesta semana foi divulgada a demanda do PS 2012. De acordo com o Ceps, há, ao todo, 72.138 candidatos na disputa. Destes, 40.525 são cotistas e 31.374 são não cotistas. Há ainda 239 inscritos que concorrem às cotas para pessoas portadoras de deficiências. Medicina em Belém é o mais concorrido, com 49.01 candidatos por vaga (não cotistas). Os cartões de inscrição estarão disponíveis a partir do dia 24 de novembro.
CONFIRA A CONCORRÊNCIA DOS CURSOS
PS 2012 – Com 1.523 vagas a mais do que no ano passado, o Processo Seletivo da Universidade Federal do Pará (UFPA), em 2012, tem uma oferta total de 7.597 vagas distribuídas entre 180 cursos, sendo 4.072 criadas para a capital e 3.525 criadas para o interior do Estado.
O PS 2012 ocorre em duas fases. A primeira corresponde à prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A segunda fase, elaborada pela UFPA, está marcada para o dia 3 de dezembro, sábado, pela tarde, das 14h às 18h, horário local.
Com informações da Ascom UFPA
Jo@o Kleber

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

ATENÇÃO ALUNO DO 3º ANO - IMPORTANTE!!

Você aluno que está cursando o 3º ano do Ensino Médio tem a oportunidade de aprimorar ainda mais seus estudos para estar bem preparado para o vestibular das Universidades públicas paraenses. O Governo do Estado, através da SEDUC CRIOU o PROVEST - Programa de Fortalecimento ao Vestibular das IES públicas paraenses, cujo objetivo principal é propiciar ao aluno da 3ª Série da rede estadual de ensino público a complementação ao que é trabalhado na escola acerca dos saberes exigidos pelos programas de acesso ao ensino superior das universidades públicas paraenses.

O PROVEST tem como principais objetivos possibilitar o aprendizado com qualidade e de forma integrada dos conteúdos curriculares que permitam ao educando o acesso às IES públicas paraenses, por meio dos processos seletivos, reforçando a democratização do acesso à cultura e à educação superior, além de promover aulas complementares para capacitação aos processos seletivos das IES públicas paraenses, realizar Simulados on line voltados à auto-avaliação dos estudantes em relação às matrizes de referência das áreas de conhecimento previstos na Estrutura Curricular do Ensino Médio e desenvolver módulos didáticos nas áreas de conhecimento da estrutura curricular do Ensino Médio, a conscientização do educando como sujeito de direito ao acesso e a permanência na universidade pública paraense.

O PROVEST já está disponível aos alunos. E a EEEM Simão Jacinto coloca à disposição, o link direto para inscrição.

Para se inscrever, clique aqui: PROVEST

Maiores informações: www.seduc.pa.gov.br.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Projeto Cultural: Cultura Amazonica - Simão Jacinto dos Reis


Olho de Boto

Nilson Chaves

 Nilson Chaves
Tom: C
  
 Em
Intro:(Em Bm) 2x  Em Em7 Em7/6 E9/5+

 Em             Em7+ 
E tu ficastes serena
Em7               Em7+
Nas entrelinhas dos sonhos
Am                Am7+
Nos escaminhos do riso
Am7                   B7   C7 B7 C7 B7          (Em Bm) 2x  Em Em7 Em7/6 E9/5+
Olhando pra nós escondida          com os teus olhos de rio

[Repete intro >> Segue a mesma tonalidade na estrofe seguinte]

Viestes feito gaiola
Engravidada de redes
Aportando nos trapiches
No dia-a-dia e memória, com os teus sonhos de rio

[Repete Intro]

Am         Am/E   Am   Am/E
E ficastes defendida
G            G#13/4     G      G#13/4 
Com todas as tuas        letras
F#           G   F# 
Entre cartas e  surpresas
B7       C7          B7
Recírio, chuva e tristeza

[Continua a próxima estrofe do mesmo jeito]

Vês o peso da tua falta
Nas velas e barcos parados
Encalhados na saudade
B7        C7      B7    C7  B7  C7  B7  C7  B7       (Em Bm) 2x  Em Em7 Em7/6 E9/5+
de Val-de Cães ao Guamá i...ê...i...ê...i...ê......aaaa!

Porto de Sal das lembrança
Das velhas palhas trançadas
Na rede de um outro riso
Às margens de outra cidade
I...ê...ê... Ah, os teus sonhos de riiiioooo.
[Repete Intro]

C                                :
Olho-de-Boto                     :
No fundo dos olhos               :
   G                E            :
De toda a paisagem               :
Am                               : Refrão
Olho-de-Botvocalização sobre o refrão]
                                 :
G  F                             :
No fundo dos olhos               :
   Em                            :
De toda a paisagem 
Jo@o Kleber Góes 

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Músicas da Amazônia

HOMENAGEM AO PROJETO CULTURAL DO SIMÃO JACINTO

Sabor Açai

Nilson Chaves

 Tom: C 
(intro 4x) C/G   G4/7
                            (PARTE 1)
C/G                  G4/7                        C/G
E pra que tu foi plantado, e pra que tu foi plantada
                     G4/7                    C/G   G4/7  C/G
Pra invadir a nossa mesa e abastar as nossas casas
                    G4/7                      C/G
Teu destino foi traçado pelas mãos da mãe do mato
                    G4/7                      C/G  G4/7  C/G  G4/7  C/G
Mãos prendadas de uma deusa, mãos de toque abençoado

(parte 2)
C/G                  G4/7                    C/G
És a planta que alimenta a paixão do nosso povo
                     G4/7                    C/G   G4/7  C/G
Macho e fêmea das toceiras, onde Oxossi faz seu posto
                    G4/7                      C/G
A mais magra das palmeiras, mas mulher do sangue grosso
                    G4/7                         C/G  G4/7  C/G  G4/7
E homem do sangue vasto, tu te entregas ate o caroço, ie ie ie  e e

(parte 3)
G/B               G/Bb                       F/A
E tua fruta vai rolando para os nossos alguidares
                     F/Ab                    C9/G
E te entrega ao sacrifício, fruta santa fruta marte
                     D9/F#                     C
Tens o dom de seres muito, onde muitos não tem nada
                G7              G#º         Am    F/G  G7/9-
Uns te chamam Acaizeiro, outros te chamam Jucara

(refrão)
C/G                        G4/7
Poe tapioca, poe farinha d´água,
                    C/G
poe acúcar, não poe nada
    E                Am
ou me bebe como um suco              (2x)
                            G7
que eu sou muito mais que um fruto
      G#º     Am                            F/G  G7/9-
sou sabor marajoara, sou sabor marajoara, sou sabor

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Escola Simão Jacinto lança projeto cultural

Os Encantos Culturais da Amazônia
A gestão escolar da EEEM Simão Jacinto dos Reis, sempre preocupada com o desenvolvimento estudantil de seus alunos, lança o projeto cultural chamado: Os encantos culturais da Amazônia. Segundo os idealizadores do projeto, seus objetivos são levar à comunidade escolar um pouco dos laços culturais da Amazônia brasileira, despertando assim o senso cultural da Amazônia na comunidade. Além disso, as ações do projeto pretendem estimular gradativamente a adoção das diferentes práticas culturais da Amazônia pelo público em geral.

As ações previstas no projeto, envolvem tarefas relativas as mais diferentes manifestações culturais desenvolvidas na Amazônia brasileira, sendo distribuídas em:


Danças:

  • Carimbó e Siriá – 1ª EG – Manhã

Aplicação: Professores Simone,Lidiane,Darlem e Representantes de turma.

  • Boi de Parintins – (caprichoso e garantido) 2ª EG – Manhã

Aplicação: Professores Tereza,Luciene, Agnes, Marinalva e representantes de turma.
Músicas:
  • Músicas popular da Amazônia – 3ª EG - Manhã
Aplicação: Professores Amaral, Ronaldo, Cleber e representantes de turma.
Artesanatos:
  • Todas as manifestações 1ª EG e 1º EJA – Noite
Aplicação: Tania, Carlos Alberto, Joana Darc, Lindomar e representantes de turma.
Literatura Amazônica:
  • As variedades da culinária amazônica – 2º EG – Noite
Aplicação Janice, Elza, Eliete e representantes de turma.

Culinária:
  • As diversidades - 3ª EG e 2ª EJA – Noite
Aplicação: Fátima Nava,Sandra,Daine e representantes de turma.

Miss Amazônica.
  • Todas as séries de acordo com cada tema, deverão apresentar uma miss para apresentar no dia da culminância. ( Andréia e Jaqueline)
Atrações Especiais: Apresentação do Boi bumbá(dança do Maranhão),Cleber Góes e suas musicas regionais, entre outras.

Segundo o cronograma do evento, as apresentações dos trabalhos estão previstas para acontecerem no dia 26 de Novembro de 2011, (sábado), na Escola Simão Jacinto, das 16:00h às 19:00h.

Contamos com a participação de todos!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Avaliações de Especialistas e Alunos do enino Médio e (Enem)

 Especialistas avaliam os currículos escolares e criticam os colégios que insistem no ensino apenas "conteudista"

Aula em dois turnos, uma média de três provas por dia, dezenas de matérias para estudar, outras tantas questões para decorar e, de cara, ainda ter de lidar com a pressão pela melhor nota e com a competitividade para passar no vestibular. Essa é a rotina de Ana Lídia de Almeida, 18, aluna do 3º ano que enfrenta as maratonas e ansiedades de decidir seu futuro profissional enquanto espera o resultado da classificação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

"A gente achava que, com o Enem, muita coisa fosse mudar. O ensino fosse ficar menos ´decoreba´, mais crítico e próximo do cotidiano. Mas, não mudou muito. A escola continua preparando só para o vestibular e pronto", critica a jovem. Entretanto, Lídia não é a única a reclamar. Vários estudantes estão tensos, aguardando o "desenrolar" dos fatos sobre o Enem e sofrendo com as incertezas do certame.

O doutor em Educação Brasileira e professor do departamento de Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), Jesus Garcia Pascual, tem opinião semelhante à estudante do 3º ano, e afirma ver com preocupação a competição acirrada pelos primeiros lugares no ingresso para os cursos superiores.

Pascual até tinha esperanças com o Enem, mas diz ter se decepcionado com as fraudes e o círculo vicioso que ainda mantém os alunos de entidades particulares e tradicionais nas melhores posições. "O Exame Nacional, como modelo de avaliação educacional, até mudou o perfil dos candidatos, mas não modificou ainda a pressão", comenta.
Competição
Com isso, a pergunta que não quer calar: se o objetivo principal do Enem é ser uma avaliação educacional complexa e justa ou um mero ranqueamento das instituições? O professor da UFC afirma não condenar a competição. Ela seria saudável para a sobrevivência. O problema é quando, segundo ele, essa competitividade acaba por mutilar aspectos importantes para o desenvolvimento ético, cultural e sustentável da sociedade.

"A competição existente é puramente comercial, ou já viram estampado em outdoor a face de um aluno que é homenageado por ser mais ético?", indaga. O estudante do 3º ano, Lucas Camelo, 17, conhece bem essa realidade de provas em cima de provas. Já na 5º série, entrou para o mundo das olimpíadas escolares. Viveu bem de perto essa disputa por medalhas e méritos. Para ele, a escola pressiona muito, faz até com que surja um clima chato, de quem é o melhor da turma, o campeão.

"Eu tento enfrentar isto bem. A pressão vem mais de mim. Mas, tem muitos alunos que enlouquecem, não seguram a barra", lamenta Camelo. O jovem, apesar de ter ganhado medalha de prata em um Olimpíada Internacional e ter feito bom índice no Enem, diz ter uma vida normal, de boa. Diverte-se e relaxa.

Otimismo
O professor da UFC, Wagner Andriola, especialista em produtividade de pesquisas, espera por novos tempos. "Sou bem otimista, e creio que o Enem intensificará essas mudanças curriculares, muito benéficas à formação dos alunos e bem como à sociedade", finaliza.

EDUCAÇÃO PARA A VIDA
Instituições deveriam ter uma visão mais holística
O que desejar de uma escola, só o repasse de conteúdo formais ou a formação da cidadania e de valores? Essa questão tem sido motivo de debates intensos, já mesmo antes da criação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 1998. Há quem critique a tal "educação bancária" e outros grupos que defendam uma escola bem mais rigorosa.

A empresária Martha Ramos, 36, ainda hoje tem esse dilema. Quer que a filha Isabela, 12, seja uma menina cidadã, sem abrir mão que ela passe no vestibular de medicina da UFC.

"O mundo cobra muito dos jovens. Quer que sejam bem sucedidos. Isso cria um nó na cabeça da gente e deles", ressalta.

Amplitude
Como uma saída para esse impasse, o professor de pedagogia da UFC, Wagner Andriola, pondera que a saída seja mesmo a mediação entre os interesses. "O problema hoje é que poucas instituições tem se preocupado com um olhar mais holístico na formação discente", diz.

O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Ceará (Sinepe-CE), Airton de Almeida Oliveira, fala que a boa escola deveria ser aquela em que o indivíduo se sente bem acolhido para despertar o gosto em aprender.

Segundo o presidente Almeida, ninguém se sente bem em um local quando percebe que a incoerência nos critérios de avaliação vai de encontro com a possibilidade de desenvolver-se, sem falar em procedimentos de efeitos excludentes tal como o ranking entre alunos e a competição super desmedida. "A instituição deve estar atenta com aprendizagem e sucesso de seus alunos. Oferecer um ambiente saudável na construção de habilidade e competências de seus alunos, sintonizada na formação de sujeitos humanizados, com o preparo para o trabalho, a cidadania, a moral, o respeito a si e aos outros", finaliza o representante do Sinepe-CE.

ENTREVISTA
Tânia Viana - Prof. Eixo Avaliação do Ensino (UFC)
"O mais importante hoje em dia não é memorizar, mas pensar em como resolver problemas e inovar"

Ainda impera esse tipo de ensino que privilegia apenas a formação de conteúdos, visando só os vestibulares?
Na verdade, o ensino que privilegia a memorização de conteúdos é um movimento muito antigo e bastante resistente a mudanças. Caracteriza a Pedagogia Tradicional, influenciada por pedagogias religiosas vigentes nos séculos XVI e XVII. Centra-se no educador como autoridade pedagógica e moral e incentiva a submissão do aluno pela díade culpa e castigo. É um modelo pedagógico centralizado nos exames e que promove uma seletividade social, pois os exames, em sala de aula, são autoritários, seletivos e excludentes. A sociedade atual, contudo, apresenta novas demandas. O mais importante não é memorizar, mas pensar em como resolver problemas e inovar, visto que a informação se encontra facilmente disponível com as novas tecnologias.

E a formação para a cidadania, da educação para a libertação e da construção de valores. Tudo isso foi perdido com essa lógica da competição?
A lógica da competição é excludente. É válido preparar alunos para exames nacionais e procedimentos seletivos. Um exame bem realizado irá, de fato, selecionar os candidatos mais preparados e isso é desejável. O que é condenável é desvirtuar a sala de aula como lugar de construção da aprendizagem e formação para a cidadania para transformá-la num ambiente competitivo, individualista, voltado exclusivamente para a preparação de procedimentos seletivos.

Com o superar este cenário? O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seria uma solução, mas está fracassando?
A proposta do Enem seria a de um exame nacional que privilegiaria o raciocínio em vez da memorização. Nesse sentido, constitui um avanço. Contudo, adotar o Enem como a única forma de acesso ao Ensino Superior, impede a exploração de aspectos locais e regionais. Na minha opinião, penso ser melhor adotar o Enem como uma primeira fase e desenvolver uma segunda fase pela própria universidade, em que sejam abordados aspectos regionais nas diversas áreas do saber. Temos que amadurecer ideias e modificar esse processo seletivo.
Qual sua avaliação sobre o atual sistema de avaliação existente?As escolas e as universidades ainda insistem na Pedagogia do Exame em vez de uma Cultura da Avaliação. O exame é adequado para situações de classificação e certificação, mas se mostra inadequado para o cotidiano da sala de aula, em que se deve trabalhar a construção da aprendizagem e a formação para a cidadania. Ainda é difícil abandonar a Pedagogia do Exame, porque há falhas na formação do professor nesse sentido, e pela dificuldade em abdicar do respeito pelo medo em favor do respeito pela qualidade do trabalho pedagógico.

IVNA GIRÃOREPÓRTER                                                                                                                        Jo@o Kleber

terça-feira, 25 de outubro de 2011

25 • Dia do Dentista Brasileiro

Médico dentista é o profissional da saúde responsável por estudar, diagnosticar, tratar e prevenir todas as patologias orais e maxilares, bem como todas as estruturas anexas a estes (o profissional de saúde equivalente no Brasil é o cirurgião-dentista). A sua prática clínica mais frequente reside na área da Dentisteria Operatória e da Endodoncia, estando também capacitados para realizarem intervenções cirúrgicas na cavidade oral, como sejam a extração de 3ºs molares inclusos, remoção de quistos e biópsias.
Para alguém se poder intitular médico dentista, tem de possuir um curso superior (licenciatura ou mestrado integrado) em Medicina Dentária obtido em Portugal e estar inscrito na Ordem dos Médicos Dentistas.
Em Portugal existe ainda outro profissional de saúde cujas competências são semelhantes às dos médicos dentistas - os médicos estomatologistas. Estes possuem uma licenciatura em Medicina, especializando-se posteriormente em estomatologia. No entanto, a tendência atual é a menor formação de médicos estomatologistas, para um maior número de médicos dentistas.
 Jo@o Kleber

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

PROJETO POLÍTO PEDAGÓGICO DA EEEM SIMÃO JACINTO É APROVADO

            O Projeto Político Pedagógico consiste em uma reunião de ações e metas a serem atingidas por uma Unidade Escolar. É o planejamento das ações a serem desenvolvidas para um melhor desenvolvimento e articulação das atividades do ano letivo. Assim, a sociedade pode ter conhecimento das ações, bem como toda a comunidade escolar.
           Desde maio deste ano (2011) vem sendo discutido e construído o Projeto Político Pedagógico da Escola Simão Jacinto - o PPP da escola, que em seus seis anos de funcionamento, prestando atendimento educacional à comunidade de Tucuruí/PA, ainda não possuía formalmente seu PPP.
         Considerando a necessidade de preencher essa lacuna, o núcleo pedagógico da escola - coordenado pelo prof. Paulo Rodrigues de Sá (Especialista em Educação) - e apoiado pelos professores e gestores da Escola - apresentou no dia 1º de outubro a toda a comunidade escolar, a nova Proposta Pedagógica da Escola. Neste evento estiveram presentes professores, alunos, gestores e membros da comunidade, onde os participantes apreciaram e aprovaram a proposta. O principal norte do projeto é a Pedagogia de Projeto. O Plano de Ação Pedagógico de 2012 já está previsto no PPP.
                           A Coordenação Pedagógica da Escola informa que o Plano de Ação poderá sofrer ajustes quando necessário, no final do ano de 2012.

                     Com a elaboração e aprovação do PPP, a Escola Simão Jacinto dá um grande passo no sentido de se adequar às normas pedagógicas prescritas pelo MEC e SEDUC/PA, e se firma como uma escola de Ensino Médio que privilegia o ensino aos seus alunos, planejando e articulando suas ações pedagógicas.

ESCOLA PARABENIZA OS ALUNOS QUE SE DESTACARAM NOS TRÊS PRIMEIROS BIMESTRES DO ANO

A Direção da EEEM Simão Jacinto vem a público parabenizar os alunos do turno da manhã que se destacaram nos três primeiros bimestres do ano de 2011. Esses jovens foram selecionados segundo critérios específicos, como boas notas, assiduidade, pontualidade, e bom desenvolvimento nas aulas. Participaram da escolha a equipe gestora da escola, o setor pedagógico, além dos professores, que verificaram o rendimento escolar dos seus alunos.

São eles:


Sou Gustavo, estudo no 1º EG 05. Pretendo no futuro ser um Veterinário, porque gosto muito de animais, gosto de lidar com a natureza. Minha escola é ótima, tem uma boa estrutura, bons professores. Eu penso que o ensino só é ruim quando o aluno não quer aprender. A educação é muito  importante para nossa vida!.



GUSTAVO MENDES FREIRE - 1º EG 05

Olá, sou a Geisiane, estudo no 2ºEG 01. Pretendo seguir duas profissões, mas uma em especial é o de ser estilista. Também acho a medicina uma excelente profissão. Pretendo ajudar e tratar de pessoas como médica, e como estilista levar para a passarela uma nova forma de encarar a realidade brasileira.!!!...e porque não, até mesmo mundial. Nossa escola não é tão grande, porém é enorme em conhecimento. O que faz uma escola ser boa não é apenas a estrutura, mas a forma que á vemos e que cuidamos dela, pois afinal de contas somos nós alunos que realmente fazemos  a diferença aqui dentro.
GEISIANE SALES VULCÃO - 2º EG 01


Sou Natalino, estudo no 2º EG 02. Ainda estou procurando a minha vocação, mais tenho um carinho especial pela educação. A escola Simão Jacinto, talvez tenha sido a escola mais disciplinada e organizada por onde eu passei. Dessa escola eu tenho orgulho de fazer parte!!




NATALINO DE JESUS BRAGA - 2º EG 02

Sou a Silvia Carolina, estudo no 2º EG 03, pretendo no futuro ser médica Pediatra, pois gosto de lidar com crianças. No Brasil essa profissão está em falta, e com isso além de ajudar pessoas, estarei me ajudando também.

Gosto de nossa escola, pois nela apredemos a ser pessoas de caráter, de boa educação, aprendemos valorizar os estudos pois no futuro precisaremos de uma boa educação.

SILVIA CAROLINA ALVES DE SOUZA - 2º EG03

A Escola parabeniza os alunos selecionados e estimula a todos os outros alunos a se aprimorarem em seus estudos, para que possam aprender cada vez mais os conteúdos ministrados pelos professores.

Parabéns a todos.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

ALUNOS DO SIMÃO JACINTO TUCURUÍ-PA ESTÃO EM BRASILÍA.

Noticias direto de Brasília dos alunos da Escola Simão Jacinto no Jornal Diário do Pará


Jo@o Kleber Góes

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

ALUNOS DA EEEM SIMÃO JACINTO PARTICIPAM DA ASSEMBLEIA NA CÂMARA MUNICIPAL DE TUCURUÍ-PARÁ. ENSAIO PARA APRESENTAÇÃO EM BRASILIA-DF.

Parlamento Jovem 2011, um Projeto do Governo Federal, que incentiva jovens estudantes de todo o Brasil, a proporem Projetos que possa transformar-se em Leis, que visam à melhoria de vida de toda nossa sociedade.
Neste ano de 2011, a Escola Estadual Simão Jacinto dos Reis, concorreu com Três Projetos sendo a única escola no Estado do Pará a participar com este quantitativo. Os participantes vencedores irão passar uma semana como Deputados Federais com a finalidade de defender seus Projetos, em nossa Capital Federal: Brasília, nas dependências da Câmara dos Deputados, no Período de 26 a 30 de setembro de 2011.
Os alunos vencedores foram:  ERIC GONÇALVES DE SOUZA, DALCIANE CRUZ CORRÊA E BRENDON GABRIEL RODRIGUES DA SILVA, Os mesmos foram apresentar na última quinta feira, dia 22 de setembro na Câmara Municipal de Tucuruí às 15h30 seus Projetos, visando um ensaio para apresentarem em Brasília Na Sessão estavam presentes o presidente responsável daquela casa Sr. Ademildo, juntamente com sua equipe, os Professores da Escola Municipal Ducimar Brito (Professores Paulo Sá e Nonato) e da Escola Estadual Simão Jacinto dos Reis (Professores Kleber Góes e Ronaldo Pinheiro) com suas turmas que debateram detalhadamente  cada projeto. O RESULTADO: Um Sucesso! Houve participação de todos os alunos, respondendo a questionamentos, os quais foram respondidos com FIRMEZA E CONVICÇÃO, favorecendo a oportunidade aos Alunos Vitoriosos de realizar uma avaliação prévia a fim de ter ÊXITO em sua Participação Parlamentar em Brasília-DF.
O Gestor da Escola Estadual Simão Jacinto, Sr. Jadir e Vice diretor Sr. Joel estão se empenhando para que a viagem dos três alunos seja com segurança e bem representada, os quais estarão sob a responsabilidade do Profº Ronaldo Pinheiro (Filosofia).
A 16ª URE, sob a Gestão Regional da Profª Sônia Rosa está dando total apoio aos estudantes, com acessibilidade necessária para os mesmos desenvolverem todas as atividades do PROJETO PARLAMENTO JOVEM 2011.
Parabenizamos a iniciativa do Governo Federal na elaboração e socialização do Projeto Parlamento Jovem 2011, os Gestores da 16ª URE e da Escola Estadual de Ensino Médio Simão Jacinto dos Reis, aos Professores, que acreditam no Potencial e motivam, incentivam e oportunizam a Participação dos Estudantes nos Projetos favorecendo o Processo Ensino e Aprendizagem e, demonstrando a importância em da Educação para evolução do Indivíduo dentro da Sociedade. A Rede Estadual e Municipal de Tucuruí-Pará deseja aos Participantes BOA VIAGEM, Sucesso, Perseverança, Respeito e Saúde.
Profº. Jo@o Kleber Góes.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

ATENÇÃO ESTUDANTES!! Estão abertas as inscrições para o processo seletivo da UFPA

Você que ainda não fez sua inscrição para o processo seletivo da UFPA, não perca tempo. O prazo final está chegando. Não fique de fora de uma das mais conceituadas universidades públicas de nosso Estado.
Confira os prazos e datas:

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

22 • Data da Juventude do Brasil

Mensagem do Papa Bento XVI para o Dia da Juventude

“Que vos ameis uns aos outros assim como Eu vos amei” (Jo 13, 34)
Queridos jovens!
Por ocasião do XXII Dia Mundial da Juventude, que celebrada hoje nas Dioceses Domingo de Ramos, gostaria de propor à vossa meditação as palavras de Jesus: “que vos ameis uns aos outros assim como Eu vos amei” (Jo 13, 34).

 Cada pessoa sente o desejo de amar e ser amada. Mas como é difícil amar, quantos erros e falências devem verificar-se no amor! Há até quem chegue a duvidar que o amor seja possível. Mas se carências afetivas ou desilusões sentimentais podem levar a pensar que amar é uma utopia, um sonho irrealizável, talvez seja necessário resignar-se? Não! O amor é possível e a finalidade desta mensagem é contribuir para reavivar em cada um de vós, que sois o futuro e a esperança da humanidade, a confiança no amor verdadeiro, fiel e forte; um amor que gera paz e alegria; um amor que une as pessoas, fazendo-as sentir-se livres no respeito recíproco.

Deixai então que eu percorra juntamente convosco um itinerário, em três momentos, na “descoberta” do amor.

 

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

16 • Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio


Em 16 de setembro de 1987, 46 países assinaram um documento chamado "Protocolo de Montreal" no qual se comprometiam a parar de fabricar o gás Clorofluorcarbono (CFC), apontado como o maior responsável pela destruição da camada de ozônio na estratosfera.
Para comemorar o feito, a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou a data como Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio.
Mesmo com a queda do consumo de CFC em 76% no mundo todo, observada entre os anos de 1988 e 1995, o gás é comercializado no mercado negro, movimentando entre 20 e 30 mil toneladas por ano.

    O gás clorofluorcarbono (CFC), conhecido desde 1928, é tido como o principal vilão do aumento gradativo do buraco na camada de ozônio. Ao ser liberado em excesso, ele "fura" o escudo protetor - que é a camada - e deixa os raios ultravioleta do sol alcançarem a superfície da terra. Uma única molécula de CFC pode destruir até cem mil moléculas de ozônio. Amplamente utilizado na indústria, esse gás é encontrado, principalmente, nos aparelhos de ar condicionado, chips de computadores, embalagens plásticas, espumas plásticas, inseticidas, geladeiras e líquidos em forma de sprays. As primeiras pesquisas sobre o impacto do CFC na camada de ozônio foram feitas por dois químicos, ganhadores do prêmio Nobel de Química de 1995, Frank Rowland e Mario Molina. Desde 1974, eles observavam a ação do gás na estratosfera, confirmando que o mesmo reduzia progressivamente a espessura da camada. Em 1984, observaram ainda um desgaste considerável em determinada região da Antártida.

    Antes de ficarmos assustados com as notícias sobre a diminuição da camada de ozônio, vamos entender um pouco sobre ele: o ozônio. Gás azul pálido (altamente oxidante e reativo), o ozônio é formado por três átomos de oxigênio concentrado: o O3. Sua característica principal é a de se quebrar facilmente, transformando-se em O2. Ou seja, ao quebrar-se, torna-se oxigênio comum e perde a propriedade de deter a radiação solar nociva ao homem. Um dos responsáveis por essa "quebra", como já foi dito, é o Clorofluorcarbono (CFC). Invisível como o ar que respiramos e com odor característico, o ozônio é leve e se formou na estratosfera (a 20 e 35 Km de altitude) há cerca de 400 milhões de anos. Sua camada não é só ameaçada pelo uso do CFC. O brometo de metila, por exemplo, é outro componente perigoso. Usado como inseticida nas plantações de morango e tomate, também age na camada, provocando o que se tornou comum chamarmos de "efeito estufa".

    A expressão "efeito estufa" vem sendo usada equivocadamente para falar apenas da destruição da camada de ozônio que envolve o planeta. Mas, na verdade, a camada de ozônio já é o efeito estufa, só que no sentido positivo. Do mesmo jeito que o vidro de uma estufa mantém as flores e as plantas numa temperatura amena, certos gases da atmosfera tendem a captar o calor do sol, como se fossem o telhado de vidro de uma estufa. Esse efeito natural ajuda a manter a terra numa temperatura fresca, agradável. O problema é que certas atividades humanas produzem alguns "gases de efeito estufa" negativos: o dióxido de carbono, por exemplo, que sai dos canos de descarga dos carros.

    Podemos fazer a nossa parte no que diz respeito à proteção da camada de ozônio e também à nossa própria proteção. Uma contribuição importante (quando possível, claro) é a troca dos eletrodomésticos antigos pelo mais modernos, que já possuem meios de economizar energia, emitindo, assim, menos gases para a estratosfera, onde se encontra a camada de ozônio. Nos produtos brasileiros, quando se lê a palavra clean gravada neles, significa que não contêm clorofluorcarbono (CFC). Também ao usar a lavadora de roupas, com dispositivo para água quente, fria ou morna, podemos dar preferência à temperatura de água menos quente ou mesmo fria. Podemos ainda evitar as temperaturas máximas dos aparelhos de ar refrigerado ou dos aquecedores, fechando bem as janelas ao utilizá-los. Caminhar, andar de bicicleta, utilizar transporte de massa, reutilizar, reciclar, plantar árvores para ter mais sombra, pintar as casas de cores claras nos países quentes e de cores escuras nos países frios são atitudes simples que qualquer pessoa pode ter e que, em larga escala, economizam energia e, conseqüentemente, evitam as emissões de todos os tipos de gases na atmosfera. Usar protetor solar (fator 15), sempre que estiver exposto ao sol, é outra grande dica. Não só quando for à praia, mas em qualquer situação de exposição à luz solar. Bom lembrar que o uso de óculos escuros é fundamental e que os melhores horários de praia são: até às dez da manhã e depois das quatro da tarde.

    quarta-feira, 14 de setembro de 2011

    Desfile Escolar 2011 Simão Jacinto dos Reis

                                            Pelotão de Porta-bandeiras desflando com muita alegria.
                                        Pelotões com evoluções e dinamismo na Avenida Santo Antonio
                                     Diretor e Jadir e vice dirtor Joel da Escola Simão Jacinto dos Reis
                             Porta-Bandeira mostrando a elegância e desenvoltura dos alunos da escola.
                         Equipe competente e compromissada com a Educação em nosso Município de Tucuruí.
      
    A equipe gestora da escola neste ano de 2011 é: Prof. Jadir Batista Souza (Diretor), Joel Garcia Batista (Vice-diretor), Equipe Pedagógica; Fátima Nava (Supervisora), Maria do Carmo (Supervisora) Paulo Sá (Técnico em Educação), Deusimar Lacerda (Técnico em Educação).
    A Escola Simão Jacinto dos Reis traz para o desfile escolar do dia 05 de setembro deste ano o tema “Direitos Humanos”, A Escola apresentou 12 pelotões de alunos com aproximadamente 50 alunos em cada,uniformizados de acordo com os temas Transversais e mostrando a Pluralidade Cultural desenvolvida através nos Projetos pedagógicos da escola. 
             A Direção da Escola agradece a participação de todos os alunos e professores que contribuíram para um excelente desfile, mostrando assim o espírito de cidadania e colaboração para o evento. 
    A Direção.
    Jo@o Kleber
     

    terça-feira, 13 de setembro de 2011

    ATENÇÃO ALUNOS :5º Concurso de Desenho e Redação - Edição 2011

    Em 2011, a Controladoria-Geral da União (CGU) realiza a quinta edição do Concurso de Desenho e Redação. O tema é “A sociedade no acompanhamento da gestão pública: Todos podem fiscalizar o dinheiro público!”. O objetivo é despertar nos estudantes o interesse pelo controle social, a ética e a cidadania por meio da promoção da reflexão e do debate desses temas no ambiente escolar.
    Os trabalhos produzidos deverão ser enviados pelas escolas até o dia 28 de outubro de 2011, por meio dos formulários disponíveis abaixo. As escolas que não tiverem condições de imprimir os formulários poderão solicitá-los diretamente à CGU, passando um e-mail para publicacoescgu@cgu.gov.br, com as seguintes informações:

    a) nome completo do solicitante e seu vínculo com a escola;
    b) nome da escola;
    e) endereço completo da escola, com CEP;
    c) número de alunos matriculados em cada ano;
    d) quantidade necessária de exemplares de cada peça solicitada;
    e) telefone para contato.
    O envio do material será feito na medida da disponibilidade do material em estoque.
    Saiba mais
    Premiação

    Na categoria Desenho, serão premiados os alunos dos 1º, 2º, 3º, 4º e 5º anos. Já na categoria referentes às redações serão premiados os alunos dos 6º, 7º, 8º e 9º anos, ensino médio (1º ao 3º ano) e educação de jovens e adultos. Os primeiros colocados receberão certificado e um computador; os segundos colocados, certificado e uma máquina fotográfica digital; e os terceiros, certificado e um aparelho de DVD. Os professores dos primeiros colocados também ganharão um computador.

    Todas as escolas que elaborarem e puserem em prática estratégias de sensibilização e mobilização dos alunos em torno do tema do concurso poderão concorrer ao título de Escola-Cidadã. As três escolas com as melhores estratégias receberão um computador, uma máquina fotográfica digital e um aparelho de DVD, além de certificado.

    Para as entidades (ong, oscip, fundação etc.) que promovem ações socioculturais com alunos da educação básica, o concurso prevê uma premiação na categoria Entidade-Cidadã, em que o melhor plano de sensibilização, dentre aqueles enviados pelas entidades, será premiado com um certificado, um computador, uma máquina fotográfica digital e um aparelho de DVD.

    A avaliação dos trabalhos será feita por Comissão Julgadora a ser designada pela CGU, e o anúncio dos melhores em cada categoria ocorrerá até 25 de novembro de 2011. Os prêmios serão entregues pessoalmente aos vencedores, até o dia 8 de abril de 2012, em cerimônia a ser definida pela CGU. 
    MELHORES INFORMAÇÕES:        http://www.cgu.gov.br/concursos/  

    Jo@o Kleber

    sexta-feira, 26 de agosto de 2011

    ALUNOS DA EEEM SIMÃO JACINTO PARTICIPAM DO PARLAMENTO JOVEM 2011

    A gestão da Escola Simão Jacinto, sempre inovadora e comprometida com o desenvolvimento escolar de seus alunos, tem apoiado a participação ativa de seus alunos no Parlamento Jovem 2011, um projeto do Governo Federal, que incentiva jovens estudantes de todo o Brasil, a proporem Leis que visem à melhoria de vida da comunidade. Neste ano de 2011, a EEEM Simão Jacinto é a única escola no estado do Pará a participar do evento, que acontecerá em Brasília, nas dependências da Câmara dos Deputados, de 26 a 30/09/2011. Os alunos selecionados foram:  ERIC GONÇALVES DE SOUZA, DALCIANE CRUZ CORRÊA E BRENDON GABRIEL RODRIGUES DA SILVA, todos estudantes da Escola Simão Jacinto. Os alunos aguardam ansiosos a viagem, prevista para este mês de Setembro de 2011, até a cidade Marabá/Pa, para seguirem em vôo comercial até a Capital Federal - Brasília.
    A 16ª URE, na pessoa da Diretora Sônia e a equipe gestora da escola vem dando total apoio aos estudantes, com acessibilidade necessária para os mesmos desenvolverem todas as atividades do projeto.
    Em nossa escola, o projeto é uma iniciativa do Prof. Ronaldo, de Filosofia, que incentiva jovens adolescentes a serem cidadãos críticos e conscientes de seus direitos e deveres.

    Parabéns à todos os alunos!!

    quinta-feira, 25 de agosto de 2011

    Dia do Exército Brasileiro e do Soldado



    No dia 19 de abril comemora-se o dia do exército brasileiro. A data é marcada pela primeira luta dos povos do Brasil contra a dominação holandesa, em 1648. Os indivíduos que treinam e lutam para defender os espaços e direitos de um país são os integrantes dessa corporação.
    O Brasil possui três forças armadas, responsáveis pela defesa do país, e o exército é uma delas.
    No período de 1808 até 1967 o responsável pelas ações do exército era o ministério da guerra; entre 1967 e 1999, o controle passou a ser feito pelo ministério do exército. A partir de 1999, criou-se o ministério da defesa, responsável pela defesa nacional, unindo as três forças armadas do país: o exército, a marinha e a aeronáutica.
    O comandante supremo do exército brasileiro é o presidente da república, mas existem os cargos hierárquicos dentro da corporação.
                                               
    O Dia do Soldado é instituído em homenagem a Luís Alves de Lima e Silva, patrono do Exército brasileiro, nascido em 25 de agosto de 1803. Com pouco mais de 20 anos já é capitão e, aos 40, marechal-de-campo. Entra na História como "o pacificador" e sufoca muitas rebeliões contra o Império. Comanda as forças brasileiras na Guerra do Paraguai, vencida pela aliança Brasil-Argentina-Uruguai em janeiro de 1869, com um saldo de mais de 1 milhão de paraguaios mortos (cerca de 80% da população). Depois da guerra, Lima e Silva é elevado à condição de duque de Caxias — o mais alto título de nobreza concedido pelo imperador.

    Jo@o Kleber

    quarta-feira, 24 de agosto de 2011

    O tempo



    Primeiro veja a animação... Depois leia o texto.
    **-

    Demais, não é? Não precisa meso de palavras....

    Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.

    Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
    Há tempo de adoecer, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;

    Há tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;

    Há tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntá-las; tempo de abraçar, e tempo de abster-se de abraçar;
    Há tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de jogar fora;
    Há tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
    Há tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.


    "O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na inte nsidade com que acontecem.
    Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."


    Jo@o Kleber Góes 

    Cantinho da MPB - Música Popular Brasileira

    Apesar de Você

    Chico Buarque

    Tom: D
    		
    D7M  G7M              D7M  G7M      D7M  G7M              D7M  G7 F#7
    (amanhã        Vai ser outro dia     amanhã        vai ser outro dia)
    
    Bm7    A#º          F#m7(b5)     B7(b9)       E7(9)       A7           D6/9  F#7(b13)
    Hoje você é quem man________da Falou,  tá fala_____do Não tem discussão      Não
    Bm7      A#º(b13)       F#m7(b5)                                  B4(7/9-)  B7(b9)
    A  minha gente   hoje anda      Falando de lado E olhando pro chão,         viu
        E7(9)         A7           D6/F#
    Você     que inventou esse esta_____do
           Gm6            D6/F#       Gm6      Am6  D7(9)
    E inventou de inventar     Toda a escuridão
    G7M              F#7       B7/4        Cm6               E7(9) A7       D6/9
       Você que inventou o peca____do Esqueceu-se de inventar      O  perdão
    A7(13) A7(b13) D6/9              D6                 B7(b9)      Em7
                       Apesar de você  Amanhã há de ser Ou____tro di___a
    A7                  Em7                    A7                C#m7(b5)  F#7(b13)
      Eu pergunto a você   Onde vai se esconder  Da enorme eufori__________a
    B7                                        Cm6       Em7/B
      Como vai proibir Quando o galo insistir Em  cantar
    Gm6/Bb                B/A       B7           E7(9)   A7       D6/9  F#7(b13)
          Água nova brotan___do E a gente se aman_____do Sem parar
    
    Bm7       A#º        F#m7(b5)        B7(b9)        E7(9)
    Quando chegar o momen________to Esse meu   sofrimen_____to
        A7           D6/9     F#7(b13)
    Vou cobrar com ju____ros, juro
    Bm7        A#º(b13)       F#m7(b5)
    Todo esse amor     reprimi________do Esse grito contido
                      B7/4(b9)  B7(b9)
    Este samba no escu__________ro
        E7(9)         A7          D6/F#
    Você     que inventou a triste_____za
         Gm6         D6/F#      Gm6        Am6  D7(9)
    Ora, tenha a fine_____za De desinventar
    G7M           F#7          B7/4        Cm6         E7(9)   A7       D6/9
       Você vai pagar e é dobra____do Cada lágrima rola_____da Nesse meu    penar
    A7(13) A7(b13) D6/9              D6                 B7(b9)      Em7
                       Apesar de você  Amanhã há de ser Ou____tro di___a
    A7                 Em7                  A7                   C#m7(b5)  F#7(b13)
      Inda pago pra ver   O jardim florescer  Qual você não queri__________a
    B7                                                Cm6      Em7/B
      Você vai se amargar Vendo o dia raiar Sem lhe pedir licen_____ça
    Gm6/Bb                      B/A         B7           E7(9)
          E eu vou morrer de rir   Que esse dia há de vir
          A7(13)            D6/9      A7(#5)
    Antes do    que você pen____sa Apesar   de você
    
    D6/9              D6                 B7(b9)      Em7
        Apesar de você  Amanhã há de ser Ou____tro di___a
    A7                    Em7                A7                C#m7(b5)  F#7(b13)
      Você vai ter que ver   A manhã renascer  E esbanjar poesi__________a
    B7                                         Cm6     Em7/B
      Como vai se explicar Vendo o céu clarear De repen_____te, impunemente
    Gm6/Bb               B/A      B7           E7(9) A7(13)        D6/9      A7(#5)
          Como vai abafar   Nosso coro a cantar      Na    sua fren____te Apesar   de você
    
    D6/9              D6                 B7(b9)      Em7
        Apesar de você  Amanhã há de ser Ou____tro di___a
    A7                   Em7               A7                  C#m7(b5)  F#7(b13)
      Você vai se dar mal   Etecetera e tal  la lai a la  lai a          la
    B7                                    Cm6     Em7/B
      la lai a la lai a la lai a la lai a la lai a      la
    Gm6/Bb                 B/A       B7        E7(9) A7(13)       D6/9    A7(#5)
          la lai a la lai a   la lai a la lai a      la   la lai a     Apesar   de você
    
    D6/9              D6                 B7(b9)      Em7
        Apesar de você  Amanhã há de ser Ou____tro di___a...
     
    Jo@o Kleber Góes
    

    Aos Pais

    Aos amigos Pais...

    Havia um homem muito rico,
    possuía muitos bens,
    uma grande fazenda,
    muito gado e vários empregados.
    Tinha ele um único filho,
    que, ao contrário do pai,
    não gostava de trabalho nem de compromissos.

    O que ele mais gostava era de festas,
    estar com seus amigos e de ser bajulado por eles.

    Seu pai sempre o advertia que seus amigos só estavam ao seu lado enquanto ele tivesse o que lhes oferecer, depois o abandonariam.
    Os insistentes conselhos do pai lhe retiniam os ouvidos e logo se ausentava sem dar o mínimo de atenção.

    Um dia o velho pai,
    já avançado na idade,
    disse aos seus empregados
    para construírem um pequeno celeiro e dentro do celeiro ele mesmo fez uma forca, e junto a ela, uma placa com os dizeres:

    "Para você nunca mais desprezar as palavras de seu pai".

    Mais tarde chamou o filho, o levou até o celeiro e disse:

    - Meu filho, eu já estou velho e quando eu partir, você tomará conta de tudo o que é meu, e sei qual será o seu futuro.
    Você vai deixar a fazenda nas mãos dos empregados e irá gastar todo dinheiro com seus amigos, irá vender os animais e os bens para se sustentar, e quando não tiver mais dinheiro, seus amigos vão se afastar.
    E quando você não tiver mais nada, vai se arrepender amargamente de não ter me dado ouvidos.

    É por isso que eu construí esta forca;
    sim, ela é para você, e quero que me prometa que se acontecer o que eu disse, você se enforcará nela.

    O jovem riu, achou absurdo, mas, para não contrariar o pai, prometeu e pensou que jamais isso pudesse ocorrer.

    O tempo passou,
    o pai morreu e seu filho tomou conta de tudo,
    mas assim como se havia previsto,
    o jovem gastou tudo,
    vendeu os bens,
    perdeu os amigos
    e a própria dignidade.

    Desesperado e aflito,
    começou a refletir sobre a sua vida
    e viu que havia sido um tolo,
    lembrou-se do pai e começou a chorar e dizer:

    - Ah, meu pai, se eu tivesse ouvido os teus conselhos, mas agora é tarde, é tarde demais.
    - Pesaroso, o jovem levantou os olhos e longe avistou o pequeno celeiro, era a única coisa que lhe restava.
    A passos lentos se dirigiu ate lá e, entrando, viu a forca e a placa empoeirada e disse:

    - Eu nunca segui as palavras do meu pai, não pude alegrá-lo quando estava vivo, mas pelo menos esta vez vou fazer a vontade dele, vou cumprir minha promessa, não me resta mais nada.

    Então subiu nos degraus e colocou a corda no pescoço e disse:

    - Ah! se eu tivesse uma nova chance ...

    E pulou, sentiu por um instante a corda apertar sua garganta, mas o braço da forca era oco e quebrou-se facilmente, o rapaz caiu no chão, e sobre ele caíram jóias, esmeraldas, pérolas, diamantes;

    A forca estava cheia de pedras preciosas, e um bilhete que dizia:

    - Essa é a sua nova chance. Eu te Amo muito.

    Seu Pai
     
    Jo@o Kleber
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
    Este blog possui atualmente:
    Comentários em Posts!

    Estamos no Face!

    Comentários Recentes